• Visualizações 786

Artista hamburguense recebe convites para participar de exposições na Europa

Os convites recebidos pelo artista para integrar exposições de arte em quatro países europeus são frutos do trabalho desenvolvido ao longo destes anos, que colocaram Rafael Jung como uma referência no graffiti não apenas na região, mas com reconhecimento internacional por suas obras.

O artista hamburguense Rafael Jung esteve na Secretaria da Cultura de Novo Hamburgo (Secult) na última sexta-feira, 22, para uma reunião com o secretário municipal da Cultura, Ralfe Cardoso. A temática principal da conversa foi a respeito de dois convites de exposições recebidos pelo artista: no mês de julho, obras de Jung estarão presentes em três eventos que integram a Meeting of Styles (MOS), considerado o maior evento de graffiti do mundo, que ocorrem na Dinamarca, Polônia e Hungria. O artista também foi convidado a enviar obras em tela para integrar uma exposição em Bruxelas, na Bélgica, que deve ocorrer no final de outubro deste ano.

Rafael Jung, também conhecido como Minhoca, é o grafiteiro responsável pela 5ª Galáxia. Com projetos executados na Universidade Feevale, na Estação Petrobrás e para outros clientes da iniciativa privada, Minhoca é um dos nomes mais consolidados do graffiti em Novo Hamburgo. Sediada no município, a 5ª Galáxia foi fundada em 2002, e desde então desenvolve trabalhos utilizando da técnica para transformar os projetos em verdadeiras obras de arte.

Os convites recebidos pelo artista para integrar exposições de arte em quatro países europeus são frutos do trabalho desenvolvido ao longo destes anos, que colocaram Rafael Jung como uma referência no graffiti não apenas na região, mas com reconhecimento internacional por suas obras. Para o secretário municipal da Cultura, Ralfe Cardoso, é gratificante ver a projeção internacional da carreira dos artistas de Novo Hamburgo. “Os convites recebidos pelo Minhoca para integrar as exposições na Europa demonstram o poder da arte e da cultura hamburguense. Os nossos artistas desempenham um importante papel ao projetar a nossa cidade no cenário internacional. Receber essa notícia, de que suas obras serão vistas e admiradas em outro continente, demonstra a qualidade desta safra de artistas hamburguenses e o seu poder de alcance”, pontua Ralfe.

De acordo com Jung, essa é uma oportunidade de reconhecimento ao explorar um novo mundo na arte. “Fiquei surpreso quando entraram em contato comigo. A curadoria do Vivemos Arte tinha feito um estudo sobre o meu trabalho e sobre quem sou, e eles viram em mim e nas minhas obras uma possibilidade de mercado internacional. Me senti reconhecido e estou muito feliz, pois esta experiência agregará muito na minha carreira como artista”, explica o artista.

Crédito Luiz Guilherme Faleiro/Secult

Compartilhar

Doses de vacina de Oxford/AstraZeneca chega a Novo Hamburgo

Avançar »

Novo Hamburgo: Boletim Coronavírus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*