• Visualizações 235

Rua Marques de Souza pode ser modelo para Novo Hamburgo, mas divide opiniões

Uma ciclofaixa feita na Rua Marques de Souza, no bairro São Jorge, como obra de melhoria da Prefeitura, no projeto que está em fase de execução, e Plano de Mobilidade Urbana ainda tem causado opiniões divergentes. A redação do novohamburgo.org foi chamada por moradores e comerciantes que não aprovam a ideia.

Osmar Frohlich comerciante há 48 anos na Marques de Souza achou a ideia boa, mas acredita ter sido feita sem planejamento. “Faria sentido se seguisse até a ERS-239, neste trecho o número de ciclistas não chega a dez por dia, não entendia real necessidade, até porque ela termina em um cruzamento de muito trânsito”, disse.

A dona de casa Tatiane de Santi moradora do bairro há 35 anos acredita que a novidade atrapalha o comércio local. “De um lado pode facilitar para as crianças que vão para o Colégio, mesmo assim fico preocupada pelo fato de eles não andarem mais na calçada e sim usarem a ciclofaixa, em horário de pico pode ser perigoso”.

Comerciante há 2 anos no bairro São Jorge, Alan Rodrigues disse ter visto muito pouco movimento de pessoas usando a ciclofaixa. “Existem muitos perigos de acidentes em uma ciclofaixa neste local, ainda mais quando as aulas retornarem. Logo após a Escola tem prédios residenciais onde alguns moradores deixavam carros na rua, agora só terão um lado para estacionar. Sem contar que é uma das entradas do Município com comércio e indústrias, o local onde localizaram a ciclofaixa era usado para muitos estacionarem. Vejo um número muito pequeno usando, sem contar o perigo de acidentes, pois ainda não esta sinalizada”.

Liane Frohlich disse estar preocupada que com a o retorno das aulas, os alunos irão usar a ciclofaixa como extensão da calçada. “As crianças e adolescentes sempre caminham em grupos, muito provavelmente não usarão mais a calçada e logo estarão andando na via, nos momentos de pico vai ficar bem perigoso”.

Em resposta aos questionamentos e preocupação da comunidade a Prefeitura de Novo Hamburgo disse que a ciclofaixa está em fase de execução são cerca de 800 metros que está sendo implantada na Rua Marques de Souza, no bairro São Jorge, em Novo Hamburgo. O diretor de Trânsito da Prefeitura, Ricardo Schiavon, esclarece que ainda faltam obras como implantação de tachões, divisores de pista e placas, o que deve ocorrer nas próximas semanas. “Esta é uma das ruas mais indicadas de Novo Hamburgo para receber uma ciclofaixa. Tem largura bem adequada e oferece ótima segurança”, completa.

Schiavon acrescenta que, até que a ciclofaixa esteja concluída, o estacionamento seguirá liberado no local. Já o diretor de Mobilidade Urbana, Luis Vanderlei Barte, enfatiza que esta melhoria integra o Plano de Mobilidade Urbana de Novo Hamburgo, que prevê a implantação de ciclofaixas e ciclovias em várias partes da cidade nos próximos dez anos, seguindo uma tendência mundial de valorização de meios de transportes alternativos, tanto para lazer quanto para o trabalho. Schiavon acrescenta que toda a cidade ganha ao valorizar este tipo de via, inclusive o comércio.

Segundo estudos do Departamento de Transportes de Nova York, por exemplo, as vendas por parte de comerciantes aumentaram em quase 50% após implantação de ciclofaixas em Manhattan.

O estudo pode ser consultado em https://d3n8a8pro7vhmx.cloudfront.net/americabikes/pages/211/attachments/original/1351785187/2012-10-measuring-the-street.pdf?1351785187.

Compartilhar

Boletim Coronavírus – 9 de outubro

Avançar »

Neymar supera Ronaldo e se torna 2º maior artilheiro da seleção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical