• Visualizações 189

Ações que destacam Novo Hamburgo na luta contra o coronavírus

Desde antes do início da pandemia no Rio Grande do Sul, Novo Hamburgo já vinha se destacando em ações contra o coronavírus. Afinal, foi a primeira cidade gaúcha a se mobilizar contra o vírus, lá em janeiro. A partir de um hóspede de um hotel que havia apresentado sintomas (cujo exame, mais tarde, acabou não confirmando Covid), a equipe de saúde foi preparada para o vírus, e hotéis e restaurantes do município receberam orientações a respeito. Lembrando que o primeiro caso confirmado de Covid-19 no Estado foi dia 29 de fevereiro, em Campo Bom. Já o primeiro caso de Novo Hamburgo foi confirmado somente um mês depois, dia 29 de março, de coleta realizada em 24 de março.

A esta altura, Novo Hamburgo já tinha estruturado seu Gabinete de Gestão ao Coronavírus para planejar a estratégia de combate à pandemia na cidade e também já tinha posto em operação o Centro de Triagem, em área isolada ao lado do Hospital Municipal e para onde todas as pessoas com sintomas foram sendo encaminhadas após atendimentos na rede básica. A prefeita Fátima Daudt também já havia decretado medidas para o distanciamento social, como suspensão das aulas, a proibição de visitas a pacientes internados no Hospital Municipal e orientação para fechamento dos espaços culturais particulares.

Ações assim têm dado resultados significativos na luta contra o coronavírus. “Mas é importante destacar que esta é uma luta de todos e que a vitória sobre o vírus depende muito mais das pessoas do que do poder público, pois é pelo cuidado de cada um que venceremos a pandemia”, completa a prefeita Fátima Daudt, lembrando da importância do uso de máscaras sempre que as pessoas forem para as ruas.

DIÁRIO DO COMBATE AO CORONAVÍRUS

Janeiro – Servidores da Saúde recebem treinamento para o coronavírus, e hotéis e restaurantes são orientados a respeito

Dia 13 de março – Prefeita Fátima Daudt cria o Gabinete de Gestão ao Coronavírus, composto por secretários municipais, para estabelecer diretrizes e ações de prevenção e combate ao Covid-19.

Dia 16 de março – Decreto 9155/2020 estabelece a suspensão das aulas a partir do dia 23 de março e inclui outras orientações de combate ao coronavírus para a iniciativa privada.

Dia 18 de março – Decreto 9160/2020 decreta situação de emergência na cidade (documento necessário para impor medidas à iniciativa privada). São fechadas academias, centros de treinamento, cinemas, suspensas atividades como visitações a parques, casas de cultura e atividades em organizações não governamentais (ONGs) e associações comunitárias, cultos religiosos, festas e bailes e as atividades nos estabelecimentos de teatros, museus, centro culturais e bibliotecas. Restaurantes poderiam operar com 50% da capacidade.

Dia 20 de março – Prefeitura abre o Centro de Triagem ao Coronavírus em área anexa e isolada do Hospital Municipal, um serviço exclusivo para hamburguenses. Desde então, mais de 800 pessoas já foram atendidas.

Dia 20 de março – Decreto 9169/2020 determina o isolamento social. Todas as atividades comerciais e de prestação de serviços privados não essenciais são fechados, há proibição de consumo de alimentos em restaurantes, lanchonetes e similares, limitando o serviço a telentrega, drive-thru e retirada no balcão. O Centro Administrativo fecha para atendimento externo.

Dia 24 de março – Novo Hamburgo abre a Fenac para receber doações de equipamentos e materiais saúde.

Dia 25 de março – Prefeitura faz parceria com a Universidade Feevale para monitorar pacientes encaminhados para isolamento domiciliar e acompanhar seu estado de saúde.

Dia 26 de março – Criado abrigo emergencial para pessoas em situação de rua no Centro Social Urbano para conter o avanço da pandemia de coronavírus.

Dia 29 de março – Laboratório Lacen confirma primeiro caso de Covid-19 em Novo Hamburgo (de uma mulher de 35 anos, que se recuperou bem).

Dia 30 de março – Laboratório Lacen confirma primeira morte de moradora de Novo Hamburgo por coronavírus (idosa de 84 anos que estava internada no Hospital Regina).

Dia 30 de março – Prefeitura compra 600 testes e faz parceria com Laboratório Feevale para agilizar testes em Novo Hamburgo.

Dia 1º de abril – Prefeitura empresta para a Universidade Feevale duas impressoras 3D para a produção de protetores faciais.

Dia 2 de abril – Laboratório Feevale apresenta resultado positivo de dez casos de coronavírus na cidade, entre eles um bebê recém-nascido, que estava na UTI do Hospital Municipal por outra doença. Este bebê ganha alta dia 9 de abril: “É uma vitória da vida sobre o vírus”, comemora a prefeita Fátima Daudt.

Dia 4 de abril – Publicado Decreto 9197/2020, mantém calamidade pública por mais 15 dias e dá especial atenção a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Dia 6 de abril – Fenac começa a receber também alimentos para cestas básicas para distribuir as famílias necessitadas em função da pandemia. Até o início de maio, cerca de 4 mil cestas básicas foram entregues.

Dia 6 de abril – Laboratório Lacen confirma segunda morte por Covid-19 de moradora da cidade (mulher de 73 anos e que tinha falecido dois dias antes).

Dia 6 de abril – Semana é dedicada ao monitoramento de lares de idosos na cidade e Prefeitura proíbe visitas de familiares.

Dia 6 de abril – Começa a operar o Centro de Convívio para População sem Domicílio com 60 leitos, no antigo Hotel Fenac e destinado exclusivamente à população hamburguense (moradores de rua, idosos que moram sozinhos ou em lares de idosos e encaminhados a isolamento social em razão de sintomas de Covid-19). “Estamos focados na atenção à saúde dos hamburguenses”, destacou a prefeita Fátima Daudt.

Dia 14 de abril – Decreto 9206/2020 permite o atendimento no comércio, mas somente um cliente por vez e a portas fechadas, e segue com restrições ao distanciamento social.

Dia 18 de abril – Decreto 9211/2020 mantém comércio aberto com atendimento individualizado, mas intensifica as restrições a demais setores.

Dia 18 de abril – Decreto 9212/2020 cria a Central de Fiscalização, de natureza temporária, para coibir atividades e posturas incompatíveis com as ações de combate à epidemia.

Dia 25 de abril – Decreto 9219/2020 determina o uso obrigatório de máscaras na cidade e mantém as medidas anteriores.

Dia 27 de abril – Vigilância em Saúde recebe 1,7 mil testes rápidos do Ministério da Saúde e define grupos de pessoa para testagem a partir de protocolo do ministério e inicia fase de análise da presença do vírus na cidade. “O principal objetivo é avaliar em que medida o vírus já estaria circulando na cidade”, destaca a prefeita Fátima Daudt.

Dia 4 de maio – Decreto 9230/2020 direcionado especificamente ao Dia das Mães e tem validade até dia 10 de maio. Permite centros comerciais e shoppings atender por meio de tele-entrega, drive-thru ou pague e pegue. Já as lojas em geral poderão ampliar o atendimento com um cliente por atendente.

Crédito : Lu Freitas

Compartilhar

TRF4 mantém condenação de Lula no caso do sítio em Atibaia

Avançar »

Covid-19: país bate recorde de mortes e casos confirmados notificados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*