Conexão Política – Para presidente do PT hamburguense houve descontinuidade do trabalho de Tarcísio Zimmermann

Por Guilherme Darros
conexaopoliticavaletv@gmail.com

A edição do programa Conexão Política desta quinta-feira, 13 de abril, na Vale TV, recebeu o presidente do PT de Novo Hamburgo, Renê Backes, e a presidente eleita, e que irá assumir o comando da sigla em junho, Clarita de Souza, que milita há mais de 30 anos no PT e foi secretária de Saúde durante a gestão do ex-prefeito Tarcísio Zimmermann, que apoiou Clarita na primeira disputa interna petista após a derrota nas eleições municipais de 2016.

Durante o programa, Renê e Clarita fizeram uma análise das administrações do PT, e quais os rumos do partido no município, além de comentarem sobre as divergências entre as duas principais lideranças da sigla na cidade: Tarcísio Zimmermann  e Luís Lauermann.

WhatsApp Image 2017-04-12 at 16.09.48

“Um prefeito que faltou se constituir como liderança na cidade”

Esse é um dos motivos apontados pelo presidente do PT hamburguense, Renê Backes, pela derrota em 2016. Segundo Renê, “houve uma certa descontinuidade de um trabalho, falta de diálogo com a nossa cidade, de um prefeito que faltou se constituir como liderança na cidade de Novo Hamburgo”, avalia Renê sobre o a gestão de Luís Lauermann.

Entretanto, Renê diz que não houve richa entre as duas lideranças, mas sim falta de diálogo, e um isolamento de Zimmermann, mesmo tendo sido o principal responsável pela vitória de Lauermann. “Não houve richa, houve falta de diálogo. Se eu fosse prefeito, chamaria o prefeito Tarcísio, que tem a experiência de ter governado, de ter sido deputado federal, secretário de estado, uma experiencia que jamais se pode deixar de lado, então não é uma richa, mas sim se isolou digamos uma figura importante para a cidade de Novo Hamburgo”, afirmou.

Concepções distintas da Administração
No papel de presidente eleita, e com o desafio de voltar a unir os petistas na cidade, que foi uma das suas propostas durante o processo interno, Clarita amenizou, dizendo que ambos têm diferentes concepções da gestão pública, e que para alguns, como no seu caso, a maneira do Tarcísio parece ser mais “adequada e resolutiva, e que deu certo, e o Luís assume com outra concepção que não dá o mesmo rsultado, e não sou eu quem diz isso, é a comunidade que diz”, explica Clarita.185362_G

20-06-Lauermann1


Candidatura própria em 2020

Tanto Renê quanto Clarita confirmaram que o PT deve ter candidatura própria à Prefeitura hamburguense em 2020, e que esse é um dos principais objetivos, além de reeleger o deputado estadual Tarcísio Zimmermann em 2018. Questionados sobre uma dobradinha com Tarcísio para estadual e Lauermann para federal, responderam: “isso passa pela direção estadual”.

100 dias do governo Fátima Daudt

Ao responder sobre os primeiros 100 dias da prefeita Fátima Daudt (PSDB) no Executivo, Renê disparou contra os tucanos e o presidente Michel Temer (PMDB) pela aprovação da PEC 55 que limita os gastos em investimentos em saúde, educação, segurança, entre outros serviços básicos. Segundo ele, “o papel da prefeita como liderança é conversar com esses deputados da base dela”, citando a participação do PP e do PSDB também no apoio à reforma da previdência.

Compartilhar

Investigação de políticos citados em delações pode durar até 5 anos no STF

Avançar »

Parceria entre Fenac e a SDS transforma catadores de resíduos em educadores sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical