• Visualizações 532

Operação Azov apreende grande quantidade de material relacionado ao neonazismo

Policiais da 1ª Delegacia de Polícia (DP) desencadearam na manhã desta quinta-feira (08/12) a Operação Azov no Estado. A ação teve por objetivo frustrar a ação de um dos vários movimentos neonazistas, monitorados pela Polícia há 15 anos. Foram cumpridos oito mandados judiciais em Viamão, Canoas, Passo Fundo, Erechim, Caxias do Sul, Cruz Alta e São Nicolau.

Segundo o delegado Paulo Cesar Jardim,  um homem, de 26 anos, foi detido na grande Porto Alegre e levado à DP para averiguações. Há suspeita de que ele esteja envolvido com o grupo  Misanthropic Division  (MD).  A ação também resultou na apreensão de grante quantidade de material relacionado ao neonazismo tais como: 47 estojos de 9mm, propaganda dos “White Power Sul Skin” e livro sobre o nazismo, inclusive o livro do Adolff Hitter – Minha Luta – relatou o delegado.

Algumas pessoas monitoradas pela Polícia vincularam-se ao grupo de paramilitar MD (Misanthropic Division), oriundo da Ucrânia, pertencente ao batalhão Azov, que deu o nome a operação. O MD criou ramificações no Estado com o objetivo de cooptar guerrilheiros mercenários para suas ações na Ucrânia. Este grupo possui, entre outros, os mesmos ideais hitleristas de oxigenação social e pureza de raça, tendo como seus principais alvos negros, judeus e homossexuais –  salientou o delegado.

Fonte: 1ª DP / Porto Alegre

Foto: Polícia Civil

Compartilhar

Universidade Aberta recebe inscrições para licenciatura em Educação Especial

Avançar »

Girafas entram para a lista de animais ameaçados de extinção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*