• Visualizações 833

Anilados comemoram os 105 anos do ECNH com carreata pela cidade

O frio não intimidou o torcedor anilado que saiu às ruas na manhã deste domingo, dia 1º dia de maio, para celebrar os 105 anos do Esporte Clube Novo Hamburgo. No feriado do Dia do Trabalhador, os torcedores se concentraram na Praça do Imigrante, no centro de Novo Hamburgo, para tirar fotos, relembrar momentos marcantes e distribuir adesivos. Em seguida, o grupo se deslocou em carreata com buzinaço que percorreu várias ruas e avenidas da cidade em uma belíssima demonstração de amor ao Noia. A carreata anilada, que contou com aproximadamente 35 carros, teve o apoio da Guarda Municipal, que realizou a escolta.

Por volta das 11h30, os torcedores chegaram ao Estádio do Vale. O vice-presidente de marketing Parahim Neto falou um pouco sobre as ações que o clube pretende realizar para atrair mais sócios e torcedores. Em seguida, o atual presidente executivo do ECNH Luiz Stefanello Schaidt discursou aos presentes. O dirigente falou sobre a situação do clube e o que pretende fazer se permanecer na presidência. Durante sua fala, Schaidt fez questão de citar os nomes dos ex-presidentes e elogiar a contribuição que cada um deixou para o ECNH. Por fim, todos cantaram o tradicional parabéns e coube ao presidente Luiz Schaidt e os ex-presidentes Marcos Fehse, Parahim Filho e Bruno Fehse soprarem as velinhas.

 

Compartilhar

Dia D contra a gripe ocorre no sábado, dia 30 de abril

Avançar »

Prefeitura abre inscrições para Estande Coletivo na Sicc

Um comentário

  1. Gilson Romano Warken
    15 de maio de 2016

    O Esporte Clube Novo Hamburgo precisa de mais apoio da Comunidade do Vale do Sinos e principalmente da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo.Agora em 12 de Junho de 2016, iniciamos na série D do Campeonato Nacional e queremos subir para a série C. Por favor ajudem na divulgação do único clube profissioonal de Novo Hamburgo, e que se mantem respirando com aparelhos na série A do Gauchão. Lembrem do Esperança, 15 de Campo Bom e do Aimoré.O Aimoré foi rebaixado por falta de recursos e do apoio da Comunidade.O Nóia se não houver apoio pode estar com os dias contados.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*