• Visualizações 681

Perícia confirma que corpo carbonizado era de acusado de matar bebê

O corpo encontrado carbonizado dentro de um carro no dia 30 de janeiro, em Sapucaia do Sul, é do padrasto acusado de violentar e matar a enteada, um bebê de apenas quatro meses. Conforme laudo do Instituo Geral de Perícias (IGP). O resultado do laudo saiu nesta quinta-feira, 3 de março e entregue a Polícia Civil. Um segundo laudo ainda está sendo aguardado para saber se o acusado foi queimado vivo.

Conforme o delegado de homicídios de Novo Hamburgo, Enizaldo Plentz, a constatação foi possível através de um exame de DNA feito com o filho do pedreiro. Segundo ainda Plentz agora é preciso apurar os responsáveis pelo homicídio.

 

(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

 

Compartilhar

Dilma: nenhum governo realizou enfrentamento tão duro e eficiente à corrupção

Avançar »

Final de semana será de carreteada em Lomba Grande

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*