• Visualizações 858

Mesmo com sindicato em greve, Trensurb tenta manter funcionamento

MPT determinou que trens deveriam funcionar nos horários de pico, das 5h30min às 8h30min e das 17h30min às 20h30min, apesar da decisão dos trabalhadores de realizar uma paralisação. Multa pelo não cumprimento da norma seria de R$ 70 mil.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Rio Grande do Sul – Sindimetrô-RS cumpriu o acordo com o Ministério Público do Trabalho – MPT e o funcionamento dos trens da Trensurb no início da manhã desta sexta-feira, dia 13, é normal.

O MPT determinou que os trens deveriam funcionar nos horários de pico, das 5h30min às 8h30min e das 17h30min às 20h30min, apesar da decisão dos trabalhadores de realizar uma paralisação. A multa pelo não cumprimento da norma seria de R$ 70 mil.

“Está tudo sob controle. Está funcionando no horário de pico”, confirmou o diretor de operações do Trensurb, Paulo Renato Amaral, em entrevista à Rádio Guaíba de Porto Alegre.

A categoria entra em greve depois de não ter aceitado o valor cobrado no plano de saúde dos trabalhadores. A Metroplan já adiantou que vai garantir mais 300 linhas de ônibus para os passageiros de cidades como Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Informações de CP / ZH

FOTO: reprodução / clicrbs

Compartilhar

Novo Hamburgo recebe reforço do policiamento comunitário

Avançar »

Mensalão | Deputado Pedro Henry se entrega à Polícia Federal e renuncia ao mandato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*