• Visualizações 4449

Ernesto Frederico Scheffel lança autobiografia na noite desta terça-feira

Uma das figuras mais influentes da história de Novo Hamburgo apresenta “Scheffel por ele mesmo”. Fundação Scheffel também completa 35 anos em 2013, e nada melhor que uma grande obra de seu criador para embelezar o aniversário.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A noite desta terça-feira, dia 05, ficará marcada para uma das maiores personalidades da história da cidade de Novo Hamburgo, Ernesto Frederico Scheffel.

Às 20h30min, o pintor hamburguense lança a biografia “Scheffel por ele mesmo”, na Fundação Ernesto Frederico Scheffel que também completa 35 anos em 2013, e nada melhor que uma grande obra de seu criador para embelezar o aniversário.

Capa de “Scheffel por ele mesmo” (2013)

Leia Mais

Especial | Perfil: Ernesto Frederico Scheffel

As obras de Scheffel, que já foram abordadas em vários textos, entre eles dissertações e teses acadêmicas, ainda não haviam sido agraciadas de maneira autoral. Há cinco anos, o próprio artista tomou a missão para si e remexeu a memória para narrar os 86 anos de sua vida artística. Entregou, por fim, aos editores, duas mil páginas manuscritas e desenhadas que foram reduzidas às 386 do atual volume. O material excedente servirá como fonte de pesquisa.

A capa do livro contempla uma das pinturas mais representativas do especialista em pintura renascentista, a tela a óleo, “Hamburgo Velho”, de 1955.

LANÇAMENTO – “Scheffel por ele mesmo”

Data: 05 de novembro – terça-feira

Horário: 20 horas

Local: Rua General Daltro Filho, 911 – Hamburgo Velho

Fone: (51) 3593 – 6233

ABERTO ao público

"Rixa Gaúcha" - Ernesto Frederico Scheffel (1952)

Ernesto Frederico Scheffel

É descendente de imigrantes alemães. Aos oito anos de idade sua família mudou-se para o bairro Hamburgo Velho, onde recebeu as primeiras noções de pintura a óleo sobre madeira.

Em 1941 iniciou os estudos na Escola Técnica de Parobé, como aluno interno e bolsista, e no Instituto de Belas Artes, em Porto Alegre, tendo sido aluno de João Fahrion. Em 1948 participou do II Salão Militar de Artes Plásticas, no Clube Militar do Rio de Janeiro, onde expôs 15 trabalhos.

Em 1950 viajou para o Rio de Janeiro, com bolsa de estudos por seis meses, mas acabou permanecendo por oito anos. Em 1959, Scheffel viajou à Florença, na Itália.

Quando retornou a Novo Hamburgo, teve problemas para trazer suas obras, por este motivo, a prefeitura municipal instituiu em 04 de outubro de 1979, através do decreto legislativo 236/79, a Fundação Ernesto Frederico Scheffel, com autonomia jurídica e administrativa. Na fundação, suas obras estão em exposição permanente. O acervo é composto por mais de 400 obras.

Mais informações sobre a vida do artista hamburguense podem ser obtidas pela página da Fundação Scheffel.

FOTO: divulgação / flickr.com/photos/umcultural

Compartilhar

Lojistas hamburguenses anunciam promoções para o Natal e “Liquida Tchê!”

Avançar »

Copa do Mundo: Brasileiros ficam com 71,5% dos ingressos na primeira fase de vendas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*