• Visualizações 556

Governo de Tarso Genro tem aprovação de 25% dos gaúchos

Segundo dados do Ibope, administração no Rio Grande do Sul tem a terceira pior avaliação do País. Apesar disso, pesquisa ressalta que Tarso Genro tem 46% da confiança dos gaúchos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A pesquisa Ibope da Confederação Nacional da Indústria – CNI divulgada nesta quinta, dia 25, aponta que 25% da população do Rio Grande do Sul avalia o governo Tarso Genro como ótimo ou bom. A administração do Estado é a terceira pior colocada nesse quesito, atrás do Rio de Janeiro e Goiás, com 12% e 21% de aprovação, respectivamente.

Apesar disso, a pesquisa ressalta que Tarso Genro tem 46% da confiança da população gaúcha, ocupando o quarto lugar na lista entre os 11 estados brasileiros pesquisados. Em outra modalidade, o mesmo percentual: 46% dos gaúchos aprovam a maneira de governar do petista.

Na média nacional, 28% da população brasileira considera o governo do(a) governador(a) de seu estado ótimo ou bom. O governo de Pernambuco é foi o mais bem avaliado, com 58% de aprovação da população. Eduardo Campos também é o que mais inspira confiança entre os eleitores: 68% da população pernambucana.

Insatisfeitos na participação federal

Os gaúchos também estão descontentes com a participação do governo federal no Estado: 73% da população do Rio Grande do Sul acredita que é necessária ajuda da União em investimentos, o mais elevado percentual do levantamento.

Na área de saúde, 83% dos gaúchos acha que o governo federal apoia menos que deveria. Em relação a educação, esse número é de 84%. No que diz respeito à segurança pública, 86% dos eleitores do Rio Grande do Sul estão insatisfeitos com o apoio do governo federal ao estadual. Já sobre transporte urbano, o Estado também apresenta o maior contingente de entrevistados que acreditam que o apoio é menor que o adequado: 79%.

A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O Ibope fez 602 entrevistas no Estado, com eleitores maiores de 16 anos, entre os dias 9 e 12 de julho. A pesquisa foi realizada após as manifestações de rua no mês de junho em todo o País.

 

Informações de Correio do Povo

FOTO: reprodução / redesul.com.br

Compartilhar

Líder do Brasileirão, dever do Inter agora é manter o foco

Avançar »

Mesmo com mínimas negativas, temperaturas podem chegar a 20ºC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*