• Visualizações 712

Brigada Militar libera Grêmio para decidir o que fazer na Geral

Em reunião na tarde desta quinta, dia 25, Corpo de Bombeiros e Ministério Público trataram do caso, Arena, administradora do estádio, também foi convocada. Tendência é colocação de gradis e nova vistoria após adequações.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Em reunião no comando geral da Brigada Militar (BM), na tarde desta quinta-feira, dia 25, ficou decidido que o Grêmio tem autorização para definir o que fará com o setor da Geral na Arena.

A sugestão do Corpo de Bombeiros era pela colocação de cadeiras na arquibancada, mas o clube e a OAS tem trabalhado para instalar barras de antiesmagamento, os gradis, no local. Um novo encontro e uma nova vistoria serão agendados depois de a construtora realizar as adequações necessárias no local.

A interdição

O espaço abriga 8,5 mil pessoas. Está interditado desde 31 de janeiro após queda de uma grande no jogo contra a LDU, no qual sete pessoas ficaram feridas. A Resolução Técnica (RT) nº 17, de 10 de outubro de 2012, que regulamenta as construções de espaços esportivos no Rio Grande do Sul, prevê a colocação de cadeiras em todos os estádios com capacidade maior que 15 mil pessoas.

Pela ideia tricolor, de isolar a geral, a obrigatoriedade de assentos deixa de existir. Desta forma, as barras anti-esmagamento impediriam a avalanche, mas permitiriam que as pessoas torcessem de pé.

Informações de globoesporte.com / Correio do Povo

FOTO: reprodução / Correio do Povo

Compartilhar

Novo Hamburgo: 320 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida serão sorteados

Avançar »

Atos marcarão três meses da tragédia de Santa Maria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*