• Visualizações 1002

Novo Hamburgo: 2º Torneio Municipal de Xadrez espera reunir 100 alunos de escolas municipais

10 diferentes escolas de Novo Hamburgo participarão da competição. No dia 19 de novembro, Dia Mundial do Xadrez, os alunos classificados se reunirão novamente para a decisão da competição.

Jéssica Antero jessica@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Estudantes das escolas municipais de Novo Hamburgo participarão na sexta-feira, dia 06, da primeira etapa do 2º Torneio Municipal de Xadrez. A atividade é promovida pela Secretaria de Educação e Desporto – SMED e acontecerá no CTG Terra Nativa, que fica na rua Sapiranga, 1.080, Canudos.

As partidas iniciarão às 09 horas e a cerimônia de abertura está marcada para às 10 horas. São esperados pelo menos 100 alunos de 10 diferentes escolas do município. Esta será a abertura do evento, que posteriormente será disputado de forma regional.

Em uma conversa por telefone com Portal novohamburgo.org, a professora da rede municipal de educação Tatiane Kremer, informou que “o evento que teve a primeira edição no ano passado, com 150 inscritos, ocorre apenas em escolas municipais de quatro regiões da cidade”.

Segundo Tatiane, “cada uma dessas regiões irá definir os cinco melhores classificados em cada categoria. No dia 19 de novembro, em comemoração ao Dia Mundial do Xadrez, os alunos classificados se reunirão novamente para a decisão da competição”.

Origem do jogo de xadrez

Não se sabe ao certo a origem desse jogo. Alguns atribuem sua origem a um jogo que surgiu na Índia no século VI a. C., ochaturanga, que significa “quatro armas” em sânscrito. Quatro pessoas podiam jogá-lo. Eram oito peças: rei, vizir, barco, elefante e quatro soldados. Com as invasões árabes do século X, o chaturanga chegou à Europa, passando então a ser disputado por apenas duas pessoas.

Jogo no Brasil

No Brasil, os campeonatos nacionais ocorrem desde 1927, sendo que o primeiro campeão foiSouza Mendes em campeonato disputado no Rio de Janeiro. O primeiro campeonato brasileiro feminino ocorreu em 1960 na cidade de Brusque e a primeira campeã foi Dora Rúbio.

Objetivo do jogo

O objetivo único é a morte do rei adversário. Isso se dá através de uma jogada que se generalizou chamar de xeque-mate (do persa “shah mat”, que significa rei morto), representando uma posição em que o monarca não pode ser defendido.

Movimento das peças

-Peão: Movimenta-se para frente e ataca nas diagonais. Pode avançar duas casas. Se atingir a última linha do lado adversário pode ser promovido a qualquer peça, com exceção do rei.

 

– Cavalo: Movimenta-se em “L”, duas casas na vertical e uma na horizontal, ou vice-versa. É a peça que se movimenta por sobre as outras, embora ataque somente a casa que a jogada se completa.

 

Bispo: O bispo tem o direito de se movimentar em qualquer diagonal do tabuleiro, avançando o número de casas livres que desejar.

 

Torre: Representa os castelos europeus da Idade Média. Desloca-se na horizontal ou na vertical quantas casas livres quiser e ataca apenas a última casa de seu movimento.

 

Rainha: Pode andar em qualquer direção, qualquer número de casas. A rainha é a peça mais versátil do xadrez. Ataca somente a última casa de seu movimento.

 

Rei: Sempre foi a figura mais poderosa do jogo. É sobre ele que se aplica o xeque-mate. O rei se movimenta em qualquer direção, uma casa por vez, só não pode ocupar as casas vizinhas à do rei.

 

Informações de PMNH

FOTO: ilustrativa / pt

Compartilhar

Novo Hamburgo: Informatização do Hospital Municipal reúne histórico de saúde completo da comunidade

Avançar »

Novo Hamburgo: CDL completa 50 anos e inaugura salão de eventos em prédio da nova sede

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*