Pelo menos 13 pessoas morreram afogadas no Rio Grande do Sul durante o feriadão de Finados

Número atualizado na manhã desta terça-feira diz respeito apenas aos casos confirmados. Outras pessoas ainda estão desaparecidas.

O calor que se abateu sobre o Rio Grande do Sul leva mais pessoas para o mar, rios, lagoas, piscinas, açudes… O que importa é se refrescar. Até aí, nada de anormal.

O problema é que muita gente abusa do lazer e acaba se expondo aos riscos que as águas representam. Somente entre os dias 31 de outubro e 02 de novembro, durante o feriadão de Finados, pelo menos 13 pessoas morreram afogadas no Estado. Alexandre Ramiro da Silva, 30 anos, morador de Canoas foi uma das vítimas. Morreu por volta das 17h30min desta segunda-feira, 02, a um dia de fazer aniversário. Nadava na praia do Porto Batista, em Triunfo.

Duas pessoas desaparecidas ainda estão desaparecidas. Letícia Machado da Silva, 13 anos, sumiu no Arroio dos Ratos, no limite de São Jerônimo com Guaíba. Ela estava se refrescando na companhia de duas amigas, que foram resgatas por moradores. Já em Presidente Lucena, no Vale dos Sinos, um homem de 38 anos desapareceu ao se banhar no Rio Cadeia. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Porto Alegre e Novo Hamburgo ainda fazem buscas.

OUTRAS VÍTIMAS

Fabrício Joaquim Loedlen, 26 anos, nadava na localidade de Passo dos Negros, no Distrito Industrial de Alvorada, em Alvorada, por volta das 17h de segunda-feira. De acordo com a polícia, a vítima atravessou o rio a nado e ao tentar voltar, afogou-se e submergiu no rio.

Diego Lima Trindade, 20 anos, se afogou em um açude, nesta segunda-feira, em São Martinho da Serra, na região central do Estado.

Andressa Ariane Garcia de Oliveira, 14 anos, nadava em Imbé com o namorado quando se afogou nesta segunda-feira. A adolescente chegou a ser levada para o Posto de Saúde da cidade, mas não resistiu.

Erick Hrihorowitsch, 27 anos, nadava em Atlântida quando se sentiu mal. Ele chegou a ser levado para o Hospital de Capão da Canoa, mas não resistiu.

O corpo de Cristiano dos Santos Lopes, 21 anos, foi retirado por mergulhadores dos bombeiros do rio Pardinho nesta segunda-feira, localidade Linha Sitio, área rural de Vera Cruz. O rapaz sumiu na tarde de domingo enquanto se banhava com amigos que acampavam no local.

Em Vale Verde, também no Vale do Rio Pardo, mas no rio Jacuí, morreu no domingo, Maicon Juliano dos Santos Bastos, 17 anos.

Um jovem morreu afogado, em Muçum, no Vale do Taquari, no domingo. O corpo de Paulo Sérgio Padilha da Silva, de 22 anos, estava no rio Guaporé, às margens da RS -129.

Uma adolescente que tomava banho com amigos na tarde de domingo morreu afogada, na região central do Estado. Alana Orguin, de 13 anos, estava em um rio no limite dos municípios de São Pedro e Dilermando de Aguiar. Quando os bombeiros chegaram, encontraram o corpo submerso no Ibicuí.

Herick Pereira de Morais, sete anos, entrou no Rio Caí e acabou morrendo afogado, por volta das 16h30min de domingo. A família acampava no interior de Bom Princípio, município vizinho de São Sebastião do Caí, no Vale do Caí.

Na tarde de sábado foi encontrado corpo de um homem desaparecido. Sidnei Caetano Mena, de 50 anos, foi resgatado pela equipe do corpo de bombeiros de Pelotas. Ele havia desaparecido enquanto nadava no rio Camaquã, no município de Cristal, região sul do Estado.

Em Caxias do Sul, bombeiros resgataram o corpo de uma adolescente que morreu afogada no sábado. Josiane Batista Machado, de 13 anos, estava em açude de propriedade particular.

Menino de 11 anos morreu afogado na tarde de sábado, em Rolante. Ele estava no rio que corta parte da cidade, no bairro Rio Branco.

Informações de Rádio Gaúcha e ZeroHora.Com

FOTO: divulgação / Corpo de Bombeiros

Compartilhar

Conteúdo do ENEM vaza e Ministério da Educação adia provas

Avançar »

Feevale fica mais perto de virar universidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*