A PILCHA – Roupa Gaúcha

Como consta no Dicionário de Regionalismo do Rio Grande do Sul, de Zeno e Rui Cardoso Nunes, Pilcha é sinônimo de adorno, jóia, dinheiro. Roupas, arreios, qualquer objeto de valor. Vestimenta típica do gaúcho.

Após esta definição, gostaria de levar conhecimento às pessoas, que por algum motivo não conhecem e têm a falsa interpretação ao verem as pessoas vestidas com o Traje Típico Gaúcho, a PILCHA. Algumas pensão que a Roupa Típica Gaúcha é uma mera fantasia de criação própria, mas estão enganadas.

A PILCHA é um símbolo de identidade, sim de identidade, pois os povos são reconhecidos e lembrados em todos os cantos da terra, através do seu traje típico. É através de identificações (símbolos), que o indivíduo de uma sociedade cria vínculos de unidade, fortalecendo a cultura do seu povo, os quais unidos pelas mesmas identificações, unem-se aos mesmos sentimentos, aos mesmos valores, aos mesmos objetivos e aos mesmos interesses, que formam a força coletiva.

A Roupa Gaúcha vigente nos dias atuais, é fruto de estudo, pesquisa e bom senso, pois sabemos que o Rio Grande do Sul tem várias regiões geográficas e que foram habitadas por imigrantes com culturas diversas. A necessidade de adaptação foi crucial para a sobrevivência e o desenvolvimento destes grupos, que formaram as primeiras sociedades da nossa Terra.

Na busca de uma roupa que pudesse fazer a representatividade do povo Sul, Rio-grandense, os jovens iniciantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho, trouxeram em seu traje uma peça mais usual e representativa em todos os rincões deste estado, a bombacha. Sim, a bombacha, pois era ela a peça mais usada em todos os meios rurais, tanto por pessoas com posses ou não. Seria uma roupa que pudesse unir todas as culturas dos imigrantes em uma só, a CULTURA DO POVO GAÚCHO.

Para que uma roupa possa ser reconhecida como típica e representativa de um povo, devem-se ter certos cuidados e limitações na sua evolução, para não distorcer a sua real existência, manter firme a força da identidade de um povo. Com isto, o Movimento Tradicionalista Gaúcho, fiel em seu compromisso com as tradições, traça as diretrizes para que a PILCHA mantenha uma tradicionalidade. Por este motivo a Roupa Gaúcha, PILCHA, é reconhecida como Roupa Típica do povo Gaúcho através da Lei nº 8.813 de 10 de janeiro de 1989.

Nós como verdadeiros Sul Rio-grandenses, que amamos a nossa cultura, reconhecemos os valores dos povos iniciantes, do desenvolvimento desta terra. Nos orgulhamos dos nossos antepassados, que muito pelearam para construir o que conhecemos em nossa atualidade. Devemos honrar esta roupa, que é símbolo reconhecido da nossa identidade como GAÚCHOS.

Temos que ter o cuidado com os exageros, as criações, os modernismos, as transformações em verdadeiras fantasias, que nada tem a ver com a tradicionalidade. A PILCHA GAÚCHA é sóbria, discreta, elegante e bonita. Podemos usar os artifícios modernos e as alternativas da evolução industrial, mas não podemos perder a essência do que propõe a PILCHA como símbolo de uma identidade. Buscando informações para se pilchar corretamente, nada se tem a perder, mas sim a ganhar, pois estaremos fortalecendo a verdadeira Cultura do povo Gaúcho.

Temos o dever de manter viva a tradicionalidade, para que a PILCHA GAÚCHA não perca a sua força filosófica, histórica e cultural.

Share This Article

SEMANA FARROUPILHA

Next Story »

A DANÇA – “Gaúchas de Salão”

One Comment

  1. renan duarte zandona
    19 de setembro de 2009

    ola eu gostaria de comprar uma roupa de gaucho .
    se puder me mende fotos

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo