Estudo revela prejuízo de US$ 2 bilhões no hemisfério ocidental devido à dengue

Maioria das perdas financeiras causadas pela dengue é resultado de custos indiretos, como perda de produtividade e gastos do governo.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Brandeis (EUA) e publicado no periódico mensal American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, o prejuízo causado pelo vírus da dengue no hemisfério ocidental pode chegar a dois bilhões de dólares.

O valor supera a perda causada por outras doenças virais, como o HPV (vírus do papiloma humano, sexualmente transmissível) e o rotavírus, causa de diarréias graves e que aparece como uma das principais causas de mortalidade infantil no mundo.

De acordo com estimativas do grupo de estudo, 60% das perdas financeiras causadas pela dengue são resultado de custos indiretos – as perdas de produtividade que afetam principalmente as famílias e os gastos do governo. Os custos diretos incluem a assistência ambulatorial e hospitalar. Para os pesquisadores, entender o impacto econômico da dengue é importante para a formulação de políticas que ajudem no combate e no controle da doença.

Para a Organização Mundial de Saúde, esta é uma “doença tropical negligenciada”, o que significa que ela prevalece em áreas tropicais e, o mais grave, não recebe atenção devida no que diz respeito à prevenção. Um problema sério, já que, como ainda não existe uma vacina contra vírus da dengue, a única forma de proteção é a prevenção, evitando a proliferação do mosquito transmissor.

Informações de portal Rio Contra a Dengue

FOTO: ilustrativa

Share This Article

Novo Hamburgo: Campanha contra a dengue atinge meta de imóveis visitados

Next Story »

Maioria das brasileiras sofre de TPM, mas tem remédio

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo