Desemprego
  • Page Views 59

Desemprego na Europa: Grécia e Espanha lideram crise

Número de jovens desempregados na União Europeia é de 5,732 milhões, 264 mil a mais do que há um ano, subindo de 22,4% para 23,6%.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Eurostat, órgão estatístico da União Europeia- UE, divulgou nesta sexta-feira, dia 01º de março,  novas informações sobre a taxa de desocupação entre os países que compõem o bloco. Os principais destaques negativos ficaram por conta da Grécia e Espanha, que apresentaram números acima de 50% entre os jovens (pessoas com menos de 25 anos) .

De acordo com o Eurostat, o índice de desemprego dos jovens espanhóis atingiu a marca de 55,5% no mês de janeiro. Esta elevação é um décimo maior do que o registrado em dezembro. Os dados da Grécia estão atrasados em dois meses, mesmo assim, são mais preocupantes: 59,4%. O índice também é elevado na Itália (38,7%) e Portugal (38,6%). O país em melhor situação nesse critério é a Alemanha: 7,9%.

Em todos os países que compõem a Zona Euro (17 dos 27 membros da União Europeia), a taxa geral de desemprego chegou a 11,9%. Já a UE possui um percentual ligeiramente melhor (10,8% contra 10,7%em dezembro). Esses números representam 26,217 milhões de desempregados em toda a população do bloco (222 mil a mais do que há um mês).

Entre os países-membros, os menores índices de desemprego são da Áustria (4,9%), Alemanha e Luxemburgo (ambos com 5,3%) e a Holanda (6%). Os piores são da Grécia (27% em novembro), Espanha (26,2%) e Portugal 17,6%), justamente os mais afetados pela crise da dívida pública que atingiu o continente no ano de 2010.

Comparados com os índices gerais do ano passado, sete nações do bloco obtiveram queda significativa do desemprego, especialmente a Estônia (9,9%), Letônia (14,4%), Romênia (6,6%) e Reino unido (7,7%).

Informações de Opera Mundi 

FOTO: reprodução / deverdeclasse.org

Share This Article

Uso de trajes religiosos torna-se permitido na Espanha

Next Story »

Um em cada oito recém-nascidos tem conta em redes sociais, diz pesquisa

One Comment

  1. IRINEU
    2 de março de 2013

    ALGUÉM PRECISA FISCALIZAR OS BANCOS E SEUS BANQUEIROS, ESTÃO AFUNDANDO A ZONA DO EURO E O MUNDO TODO COM SUA METAS DE LUCROS CADA VEZ MAIOR.

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo