São Leopoldo: Centro de neurologia ganha novos leitos

Ceanne, no Hospital Centenário, é referência nesse tipo de atendimento para 800 mil habitantes da região do Vale do Sinos. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Centro Avançado de Neurologia e Neurocirurgia – Ceanne do Hospital Centenário, de São Leopoldo, inaugurou 11 novos leitos nesta segunda-feira, dia 19. Seis foram reformados e cinco construídos.

Segundo o coordenador técnico Leandro Dini, a estrutura que custou cerca de R$ 200 mil é referência para 800 mil habitantes das cidades de Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Ivoti, Lindolfo Collor, Novo Hamburgo, Portão e Sapiranga. A inauguração reuniu autoridades da saúde e o prefeito Ary Vanazzi (PT).

Em agosto, o Ceanne passou a ser administrado pela Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Saúde Sustentável. O presidente da entidade, Gustavo Isolan, lembra que na época o Centenário corria o risco de deixar de ser reconhecido pelo Ministério da Saúde como centro de alta complexidade em neurologia, o que representaria redução na receita e obrigaria os pacientes da região a buscar atendimento em Porto Alegre. “Trabalhamos para torná-lo referência de fato, não só de direito”, explica Isolan, referindo à portaria 391, de 2005, publicada pelo órgão federal, que concedeu o título ao hospital.

Além dos novos leitos, a parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Oscip possibilitou a ampliação do atendimento ambulatorial. Hoje, a capacidade é para 480 consultas mensais, enquanto até agosto eram no máximo 40.

Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, Leandro Dini destaca ainda a criação de subespecialidades em coluna, neuro-oncologia, neuro-vascular e neuro-urgência e do plantão 24 horas. Em janeiro, anuncia o médico, o Ceanne investirá R$ 200 mil na aquisição de um aspirador ultrassônico utilizado para dissecar tumores. “Nem os hospitais particulares da região tem esse equipamento.”

O contrato entre o município e a Organização Saúde Sustentável prevê o repasse mensal de R$ 300 mil para a manutenção de toda a estrutura: funcionários, médicos, instrumentais e novos equipamentos cirúrgicos e de exame. São mais de 40 profissionais. Pesquisa de Satisfação aplicada aos pacientes revela que 90% considera o atendimento excelente. A prioridade é para procedimentos encaminhados pelo SUS, mas os sistemas de convênio e particular também são contemplados.

FOTO: Felipe de Oliveira / novohamburgo.org

Share This Article

Rio dos Sinos: Novo Hamburgo e São Leopoldo vão manter racionamento

Next Story »

Rio dos Sinos: nível da água sobe, mas calor é sinal de alerta

One Comment

  1. ROSANE
    26 de junho de 2012

    agradeço toda a equipe medica da neuro pela cirurgia bem sucedida de meu marido , vcs sao medicos maravilhosos e tem uma equipe , de auxiliares de enfermagem espataculares , parabens pelo trabalho que tem prestado .

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo