Avião pousou em rio e uma pessoa está desaparecida, diz FAB

A Funasa informou que nove pessoas sobreviveram e FAB confirmou o número e informou que um funcionário da Funasa está preso nas ferragens, com indícios de óbito e um militar está desaparecido.

O avião que havia desaparecido na região amazônica pousou em um rio, segundo a assessoria de comunicação da Força Aérea Brasileira (FAB). Estavam na aeronave 11 pessoas, incluindo quatro tripulantes e sete funcionários da Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

A Funasa informou que nove pessoas sobreviveram. A FAB confirmou o número e informou que um funcionário da Funasa está preso nas ferragens, com indícios de óbito. Um militar está desaparecido.

A fundação divulgou os nomes da equipe que estava a bordo. São eles: os técnicos Diana Rodrigues Soares, João de Abreu Filho, Marcelo Nápoles de Melo, Maria das Dores Silva Carvalho, Maria das Graças Rodrigues Nobre e Marina de Almeida Lima, além da enfermeira Jositéia Vanessa de Almeida. Eles participavam de uma campanha de vacinação. Os militares são: 1° Tenente Carlos Wagner Ottone Veiga; 2° Tenente José Ananias da Silva Pereira; Suboficial Marcelo dos Santos Dias; e 1° Sargento Edmar Simões Lourenço. 

Ainda de acordo com a FAB, a aeronave foi localizada por indígenas da tribo Matis, em meio à Floresta Amazônica, entre as aldeias Aurélio (da Tribo dos Matis) e Rio Novo (da Tribo dos Murugos), próximo ao Rio Ituí, afluente do Rio Javari. 

O avião desaparecido era um Cessna C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira. A FAB informou na noite desta quinta-feira, 29, que recebeu um sinal de emergência do avião 58 minutos após a decolagem. A aeronave seguia de Cruzeiro do Sul (AC) para Tabatinga (AM).

Share This Article

Varejo tem reduzido juros nas vendas de produtos da linha branca

Next Story »

Ministério da Justiça lança consulta pública através da internet

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo