Novo Hamburgo: Com previsão de chuva, prefeitura trabalha para evitar inundações

Remoção de resíduos do arroio Pampa na área mais próxima ao Rio dos Sinos, onde a quantidade de lixo e bancos de areia impedia a vazão das águas, motivo de inundações.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Para a comunidade de Novo Hamburgo que vive no entorno do arroio Pampa, no bairro Canudos, chuva era sinônimo de alagamentos. Não mais.

Leia Mais

Previsão do tempo no fim de semana é de temporais

Os trabalhos realizados com uma draga, utilizada para retirar o acúmulo de entulhos do leito do arroio, dando um fluxo livre às águas, ainda estão em fase inicial, mas os moradores já aprovam.

O pedreiro Manoel Silveira de Ávila, de 56 anos, há oito anos no bairro Canudos, afirma que jamais tinha visto o arroio ter um fluxo tão forte como o que se pode ver hoje. “Antes a água ficava parada. Agora tem vazão. Precisamos manter essa realidade, evitando jogar lixo no córrego”, destaca.

A remoção de resíduos do arroio começou na área mais próxima ao Rio dos Sinos. Lá, a quantidade de lixo e bancos de areia impedia a vazão do arroio, um dos motivos das inundações, principalmente nas vilas Getúlio Vargas e Kipling. Centenas de toneladas de resíduos já foram retiradas do córrego desde o início dos trabalhos.

A intervenção está sendo realizada pela Secretaria de Obras Públicas e Serviços Urbanos – Semopsu. No mês de maio, o prefeito Tarcísio Zimmermann (PT) assinou convênio com o governo do Estado para cedência da draga.

O secretário da Semopsu, Luiz Fernando Farias, avalia que o serviço está recebendo todo o respaldo da população. “Em pontos onde a água ficava a centímetros de alagar a rua, o nível baixou. Há locais onde a profundidade passa dos 3 metros após a ação da draga”, revela. Canos do sistema de drenagem que há tempos não apareciam agora podem ser vistos apenas pelo fato da água do córrego ter baixado. “Trata-se de um serviço que deve ser feito a cada cinco ou seis anos. E aqui isso não era feito há, pelo menos, 20 anos”, completa o secretário.

Conforme o secretário Farias, a draga poderá ficar em Novo Hamburgo durante seis meses, sendo que esse prazo pode ser renovado por igual período, de acordo com o convênio. Nesse tempo, a prefeitura fará o desassoreamento do arroio Pampa em uma extensão de 3,7 mil quilômetros, desde a foz junto ao Rio dos Sinos até a área urbana, no bairro Canudos.

Informações de Imprensa da PMNH

FOTO: divulgação / Ronan Dannenberg

Share This Article

Expoclassic 2011 é neste fim de semana

Next Story »

A uma semana do fim da campanha contra sarampo, apenas 55% das crianças foram vacinadas

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo