Capturar
  • Page Views 315

50 anos da Fundação Liberato são homenageados pela Câmara

A Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha foi homenageada pela passagem dos seus 50 anos por meio do Requerimento nº 129/2017, de autoria de Enio Brizola (PT). A sessão solene foi realizada na noite desta terça-feira, 18, na sede da escola.

Na ocasião, o vereador lembrou aspectos históricos do Brasil que se mesclam com a própria história da Fundação. Ele falou sobre a importância da participação da comunidade nas conquistas de sua cidade e de vereadores comprometidos nas grandes causas da região. “Fiquei muito feliz em recuperar essa história nesta que está sendo a primeira sessão solene realizada fora da Câmara Municipal”, disse o petista. Ele ressaltou a importância da escola e afirmou que está na linha de frente na busca de recursos que colocarão o centro educacional em posição de ainda mais destaque. Mais de 12 mil alunos já foram formados pela instituição.

Compuseram a mesa diretora, além do proponente da atividade, o diretor da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, Leo Weber, o Presidente da Associação de Pais e Mestres (APM), Daniel Gatelli, o representante do Grêmio Estudantil, o aluno Pedro Martins, o representante da Associação de Docentes, Amaury Silva Júnior, o representante da Comissão de Funcionários, César Premaor, o vereador Raul Cassel (PMDB), ex-aluno da escola, e representando a Prefeita de Novo Hamburgo, o procurador-geral do Município, Nei Sarmento.

Os vereadores Felipe Kuhn Braun (PDT) e Professor Issur Koch (PP) prestigiaram a solenidade. A presidente da Câmara, Patricia Beck (PPS), e o vice-presidente, Naasom Luciano (PTB), justificaram a ausência no evento. Dentre outras autoridades e comunidade escolar, estavam presentes o ex-secretário de Educação do Município, ex-professor e ex-diretor da Fundação Liberato, Kurt Joaquim Luft, e o professor da Fundação Liberato Pedro Giehl. A diretora da Câmara, Rachel Tomasi, também prestigiou a homenagem ao cinquentenário da Fundação Liberato.

Fala da Mesa

Raul Cassel disse, emocionado, que os alunos presentes na homenagem “estudam em uma das melhores escolas do Estado”. Ele destacou a contribuição e o comprometimento dos professores e diretores nesta caminhada de sucesso. Cassel lembrou, ainda, fatos marcantes da sua trajetória na instituição, onde participou também do grêmio estudantil. “Nós conseguimos o primeiro orelhão para a escola, realizamos as gincanas da escola, as primeiras festas de São João, os bailes da garota Liberato, a melhor torcida”, relembrou o parlamentar.

Professor Issur Koch também é ex-aluno da instituição. Ele lembrou que “a Liberato, na década de 1990, era considerada a faculdade da época”. Issur falou que os alunos estão em situação de destaque por estudarem em uma escola tão qualificada. “Daqui sairão grandes amizades e grandes empresários”, disse. “Melhores momentos da vida vivi aqui. Tive a oportunidade de me tornar liderança. Ela me ensinou a ter responsabilidade”, falou ao lembrar da sua passagem pela instituição.

Felipe Kuhn Braun disse que “são os alunos, os professores e os funcionários que fazem com que a instituição prossiga, continue buscando novos cursos, melhorias, a excelência”. Ele destacou que a Fundação Liberato é uma referência para as outras entidades educacionais de Novo Hamburgo e região. “Vocês são privilegiados porque lutaram, estudaram, se dedicaram muito para estar aqui hoje”, disse Felipe aos alunos presentes na homenagem.

Leo Weber, diretor da Fundação Liberato, agradeceu a homenagem. “É uma honra muito grande também ter grandes amigos dentro do Legislativo, com uma ligação tão forte com a instituição”, disse. Ele lembrou o comprometimento da escola com os assuntos contemporâneos, que pode ser visto na Mostratec (Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia). Ele enfatizou o caráter inovador da Liberato e ressaltou os avanços que ela vem tendo ao longo do tempo.

O procurador-geral do Município, Nei Sarmento, elogiou a qualidade da instituição. “Estou muito feliz em estar aqui. Em nome da prefeita, que também foi aluna da Liberato, parabenizá-los por esse aniversário de 50 anos.”

O maestro Josimar Dias da Silva e a cantora Paula Pereira subiram ao palco para a apresentação de duas canções: Tocando em Frente, de Almir Sater, e Trem Bala, de Ana Vilela. Após, Enio Brizola entregou um quadro ao diretor da Fundação Liberato, Leo Weber, e ao ex-professor e ex-diretor da instituição, Joaquim Luft. Em retribuição, eles entregaram o livro do cinquentenário da Fundação Liberato ao proponente da ação.

Felipe Kuhn Braun, representando a Mesa Diretora da Câmara, e Leo Weber assinaram ainda o Acordo de Cooperação Interinstitucional.

Share This Article

Novo Hamburgo retorna ao Vale para começar a preparação da semana decisiva

Next Story »

Prefeitura recebe doação de calçados produzidos durante a Fimec

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo