sinfonia1
  • Page Views 237

Uma Sinfonia Diferente RS com nova edição em Novo Hamburgo

Edição gaúcha do Projeto, coordenado pela musicoterapeuta Graziela Pires, tem nova edição em Novo Hamburgo

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Facebook)

O Projeto que tem transformado a vida de crianças e jovens autistas está com inscrições encerradas para participantes, mas para voluntários as inscrições seguem até o dia 20 de janeiro. Para se inscrever basta acessar a página oficial do Sinfonia no facebook.com/sinfoniadiferenters.

Os voluntários podem ser profissionais das mais diversas áreas, para atuar em distintas atividades do Projeto: produção, músico para compor a banda que acompanha o grupo na apresentação pública de encerramento, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, musicoterapeutas, estudantes e interessados em geral.

Graziela explica que “Para ser selecionado a equipe irá analisar os dados das entrevistas e usar critérios que tenham a ver com o objetivo do projeto, levando em conta o nosso espaço do Projeto, número de voluntários e características das crianças e jovens”. Nesta Edição estão inscritos 76 participantes para o máximo de 40 vagas.

A musicoterapeuta também esclarece um pouco do que trabalha a Musicoterapia, segundo ela e de acordo com a Federação Mundial de Musicoterapia (World Federation of Music Therapy), “A Musicoterapia é a utilização da música e/ou seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um musicoterapeuta qualificado, com um cliente ou grupo, num processo para facilitar e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. A Musicoterapia objetiva desenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que ele/ela possa alcançar uma melhor integração intra e/ou interpessoal e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento”.  E salienta que “basicamente uma terapia que a música (os elementos dela…não  necessariamente  uma música  pronta)  é  a ferramenta  para o tratamento”

Sobre o Projeto Sinfonia Diferente RS

O Sinfonia Diferente nasceu em Brasília, em 2015, com a Musicoterapeuta Ana Carolina Steinkpopf, responsável pela metodologia inovadora que busca trabalhar e desenvolver a linguagem e interação social das pessoas com Autismo. Devido a grande procura e ao resultado das sessões da primeira edição no RS, o projeto tem continuidade e busca também parceiros. Uma Sinfonia Diferente RS é uma realização da Graziela Pires, Cantora e Compositora da banda 50 Tons de Pretas, acompanhada de equipe técnica multidisciplinar. As vagas são limitadas e a inscrição não garante a vaga. Haverá entrevista para a seleção e mesmo quem já participou precisa novamente participar do processo. Cerca de 30 crianças e jovens autistas e suas respectivas famílias foram contempladas na primeira edição.

O Sinfonia Diferente promove saúde, bem estar e proporciona empoderamento e protagonismo para pessoas com Autismo e suas famílias, mostrando seus potenciais para a Comunidade.

Créditos: Vander  Oliveria

 

 

 

 

 

 

 

Share This Article

Governador do Estado recebe homenagem na abertura da Couromoda

Next Story »

Campanha para terminar com preconceito em estádios é lançada na Capital

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo