02.07 - ColunaSorrir
  • Page Views 1541

Toxina botulínica na clínica odontológica

A toxina botulínica, comercialmente conhecida como Botox, é famosa para tratamentos estéticos na face, para atenuar rugas ou linhas de expressão. Mas, na verdade, ela pode fazer mais, muito mais. É um substância natural, produzida por uma bactéria, e atua na musculatura impedindo a contração. Assim, sem ordens para se movimentar, o tecido relaxa. A toxina botulínica começa a atuar quatro dias após a aplicação, tendo pico máximo em 2 semanas, e seu efeito perdura por mais ou menos seis meses. A vantagem desse recurso terapêutico é apresentar um resultado eficaz e rápido, sem quase nenhuma contra-indicação.

Na odontologia, pode ser utilizado para fins estéticos e também para tratamento de bruxismo e dor facial. Na parte estética, são realizadas as correções de rugas como, por exemplo, o chamado “código de barras”, que se apresentam no lábio superior. Correções como as de sorriso gengival, para as quais, antes, a única solução era cirúrgica, também podem ser facilmente resolvidas com o uso da toxina.

Para tratamento de bruxismo, é muito eficaz, tanto para paciente que possuem problemas articulares como também para pacientes com dores onde é diagnosticada hiperfunção muscular. Nestes casos, o tratamento com a toxina pode inclusive livrar o paciente do uso de placas ou aparelhos.

No caso de dores faciais e enxaqueca, é realizado o tratamento em diversos pontos, onde está localizado um complexo sistema de músculos, ligamentos e ossos. O tratamento convencional inclui medicamentos, uso de aparelhos e, muitas vezes, cirurgias. A vantagem de realizar a aplicação da toxina botulínica é que ela é aplicada diretamente no ponto da dor, sem apresentar reações desagradáveis.

É mais um tratamento inovador e eficaz utilizado na odontologia moderna.

Até mais!

FOTO: ilustrativa / hypescience.com

Share This Article

Com impressora 3D, estudantes constroem tartaruga-robô em Novo Hamburgo

Next Story »

Foto da Semana #35: “18 anos de Brique”, de Victor Hugo Furtado

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo