Dia do Homem? Pois é, existe!

Até Novo Hamburgo entrou no clima (foto). Data foi proposta por médico com o objetivo de alertar homens para questões relacionadas à saúde, mas já é explorada comercialmente..

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Que no dia 08 de março se comemora o Dia Internacional da Mulher, todo mundo sabe. Mas e quanto ao Dia do Homem?

Pouca gente sabe e não se vêem grandes comemorações por aí, mas eles também têm um dia em que são lembrados. No Brasil, é nesta sexta-feira, 15 de julho. Mundialmente, a data comemorativa é 19 de novembro, tendo inclusive o apoio da Organização das Nações Unidas – ONU.

Em Novo Hamburgo, por exemplo, a data também foi explorada comercialmente. Lojas no Bourbon Shopping chegaram a usá-la para atrair clientes enfeitando suas vitrines (foto). E olha que a “isca” já estava exposta há pelo menos uma semana.

A criação da data foi proposta em 1999, pelo médico Jerome Teelucksingh, de Trinidad e Tobago, com o objetivo de alertar os homens para questões relacionadas à saúde. No Brasil, foi justamente a partir da década de 90 que os estudos sobre masculinidade ganharam força. Com as conquistas obtidas pelas mulheres e os questionamentos levantados pelo movimento feminista, os homens começaram a ter que repensar o papel que ocupariam na sociedade.

Ainda hoje são consideráveis as diferenças entre os dois gêneros, que não abandonam as brincadeiras e implicâncias. Para a doutora em História e feminista de carteirinha Suely Gomes Costa, entre essas diferenças, uma das coisas que mais chamam a atenção é o cuidado feminino com a família.

“Quando uma mulher sai, mesmo que seja para passear, e ela sabe de um determinado vinho que o marido gosta ou de um remédio que o pai toma, por exemplo, (…) você vai ver essa mulher voltando para casa cheia de sacolas com coisas para a família. Este não é um comportamento que se nota entre os homens”, observa. “A mulher assume naturalmente para si uma postura de mártir no cuidado com a família e, com o tempo, começa a se manifestar contra isso”, afirma a historiadora.

Feminista apóia a data

Suely é uma das fundadoras do Núcleo de Pesquisas em História Cultural da Universidade Federal Fluminense – NUPECH UFF e estudiosa na área de cultura e gênero. Ela conta que entrou para o movimento feminista nos anos 80, depois de ficar desempregada e de seu casamento ter entrado em crise por causa da dependência que passou a ter de seu companheiro.

“Por eu não estar trabalhando, a dominação que ele exercia sobre mim passou a ser muito maior e eu comecei a me dar conta disso”, lembra. “Antes de isso começar a me afetar, eu me sentia amada pelo meu marido, querer uma presença maior minha dentro de casa e cobrar que eu trabalhasse menos. Todo o discurso feminista soava como um chororô”.

É um equívoco, no entanto, quem ainda pensa que as feministas são só aquelas que pregam a imagem do homem dominador e da mulher como vítima. Segundo Suely, uma vez que a mulher começou a reafirmar seus direitos, passou a ocupar também a posição de dominadora, sem se notar como tal. Ela destaca ainda o papel que a mulher tem na dominação que sofre. “Somos também parte do processo de dominação, ou porque concordamos ou porque não tomamos nenhuma atitude para mudar a situação”.

A historiadora aprova a data comemorativa e reafirma a necessidade de os homens pensarem nos problemas que os afetam dentro da sociedade. “Acho qualquer iniciativa que sirva para alertar para as problemáticas dos homens, louvável”.

Informações de Jornal do Brasil

FOTOS

novohamburgo.org

ilustrativa / zisno

Share This Article

Em vídeo, Google afirma que Orkut não pára de crescer

Next Story »

Confira os resumos dos capítulos desta semana da sua novela preferida!

4 Comments

  1. Arquimedes
    15 de julho de 2011

    ki bacana, tomara que esta data seja reconhecida mas as mulheres são fantásticas e ficamos longe ainda de merecer-mos tanto reconhecimento.

    Responder
  2. Anderson Brito
    15 de julho de 2011

    Hoje Também é o meu aniversário , mais o mais importante é que nós homens devemos lembrar desta data como um marco definitivo para a saúde do homem !

    Homens não deixem de fazer o exame da próstata .

    Taubaté,15 de Julho de 2011

    Hoje faço 45 anos com muita saúde ! +Deus

    Responder
  3. João Luiz
    15 de julho de 2011

    Puxa que legal Anderson, meus sinceros Parabéns!! E para todos os homens deste mundo, pois nós realmente merecemos uma data com marco tão importante.
    Afinal a nossa Constituição Federal de 1988 determina a igualdade de gêneros quando afirma; “…Homens e mulheres são iguais perante a lei.”
    Portanto merecemos SIM, e abaixo o sexismo!

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

a