Canal com vídeos de partes íntimas de mulheres é removido do YouTube