Personalidades Históricas

Muitas foram as personalidades que se destacaram em Novo Hamburgo. Seja no campo da política, da saúde, da indústria ou do esporte, esses homens e mulheres tiveram papel importante na construção do município.

Confira abaixo alguns nomes e suas contribuições para Novo Hamburgo:


Johann Peter Schmitt
Comerciante, morador de Novo Hamburgo desde 1830, um dos primeiros imigrantes alemães. Seu estabelecimento – onde hoje se localiza a Casa Schmitt Presser – impulsionou o progresso a antiga vila Harmburger Berg.


Leopoldo Petry
Oleiro, primeiro intendente eleito de Novo Hamburgo, em 1927, poucos meses após a emancipação. Defensor das causa públicas e ativista político, Petry escrevia para diversos jornais e teve artigos publicados.


Pedro Adams Filho
Deu início a toda a cultura de produção calçadista nos Vales dos Sinos e Paranhana ao instalar, em Novo Hamburgo, a primeira fábrica do gênero. Teve importante participação no processo emancipatório da cidade.


José João Martins
Na atualidade, ele dá nome a uma rua e um edifício na cidade, tudo por conta de sua contribuição a Novo Hamburgo. Foi um dos líderes do processo que fez da cidade uma localidade independente de São Leopoldo.


Nicolau Júlio Kunz
Nasceu em Hamburger Berg, no dia 18 de maio de 1867. Destacou-se na pintura, no teatro e na música. Fundou e incentivou o coro da Sociedade Aliança, que atualmente leva o seu nome.


Wolfram Metlzer
Nasceu no dia 15 de setembro de 1903, em Porto Alegre. Formou-se médico na capital gaúcha e foi para a Alemanha especializar-se. De volta ao Rio Grande do Sul, estabeleceu-se em Novo Hamburgo, sendo uma referência em medicina.


Ernest Sarlet
Nascido em 1932, em Antuérpia, na Bélgica, foi um dos principais nomes da educação de Novo Hamburgo em toda a sua história. Professor em escolas e faculdades, veio para o Brasil em 1948 e para Novo Hamburgo em 1955, onde foi Secretário de Educação e Cultura e escritor de vários livros e artigos. Impulsionou a qualificação da educação criando o Atelier Livre e o Núcleo de Tecnologia Educacional (Cepic/Nte), que funcionam até os dias de hoje. Criou 36 escolas e passou o número de estudantes em sala de aula de 9 para 23 mil.

Turismo