Desde dezembro de 2005, craques da dupla Gre-Nal renderam cerca de 120 milhões de euros

Inter apresentou mais jogadores de ataque, posição valorizada no mercado europeu; por isso, rendeu mais do que o Grêmio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Destaques neste início de temporada, Leandro e Damião são os novos cheques em branco de Grêmio e Inter, respectivamente. Mais cedo ou mais tarde, rumarão à Europa e deixarão uma boa quantia nos cofres dos clubes.

Além de engordar a conta bancária da dupla Gre-Nal, eles vão rechear uma estatística promissora: de dezembro de 2005 a janeiro de 2011, os jogadores oriundos da base dos dois clubes já renderam cerca de 120 milhões de euros, conforme levantamento feito pelo ClicEsportes. Nesta conta, entram negociações relevantes, que passam de 1 milhão de euros.

Esse montante não foi repassado integralmente aos clubes. Alguns percentuais aninharam-se nas mãos de empresários, grupos de investimento e dos próprios jogadores.

No levantamento, são 10 jogadores do Inter e oito do Grêmio. Apesar do número de negociações, a diferença está no valor dos atletas de cada clube: as jóias coloradas, na soma, valeram quase 76 milhões de euros. Já o preço das promessas tricolores chega a 46 milhões. Além de uma maior habilidade na construção dos contratos da parte vermelha, o Beira-Rio também foi agraciado com mais jogadores de ataque, posição extremamente valorizada no mercado europeu: seis dos 10 jovens da lista são atacantes.

Já no Grêmio, dos oito elencados, apenas Carlos Eduardo pode ser considerado um atacante de ofício. Douglas Costa e Anderson, apesar de testados mais à frente no Olímpico, jogam como meias na Europa.

Confira abaixo a lista dos últimas negociações da dupla Gre-Nal desde dezembro de 2005 (em euros). O total é de 119,2 mil euros, sendo 75,7 milhões do Inter e 43,5 milhões do Grêmio.

Inter

– Giuliano – 2011 – Dnipro – 10 milhões

– Taison – 2010 – Metalist – 6 milhões

– Sandro – 2010 – Tottenham – 10 milhões

– Walter – 2010 – Porto – 4 milhões

– Nilmar – 2009 – Villarreal – 14 milhões

– Edinho – 2009 – Lecce – 2,3 milhões

– Sidnei – 2008 – Benfica – 5 milhões

– Pato – 2007 – Milan – 14,1 milhões

– Luiz Adriano – 2007 – Shakhtar – 1,3 milhão

– Sobis – 2006 – Betis – 9 milhões

Grêmio

– Douglas Costa – 2010 – Shakhtar Donetsk – 6,5 milhões de euros

– Rafael Carioca 2009 – Spartak Moscou – 8 milhões de euros

– Léo – Palmeiras – 2009 – cerca de 2 milhões de euros (em troca do empréstimo de outro zagueiro, Maurício, mais abatimento de uma parte de uma dívida de R$ 8 milhões do clube gaúcho com o clube paulista).

– Tiago Dutra e Bruno Renan – 2009 – Villarreal – 1,8 milhão de euros

– Carlos Eduardo – 2007 – Hoffenheim – 8 milhões de euros

– Lucas – 2007 – Liverpool – 9 milhões de euros

– Anderson – 2005 – Porto – 8,2 milhões de euros

Informações de ClicEsportes

FOTO: reprodução

Share This Article

Equipe feminina do Vôlei Futuro sofre acidente a caminho de jogo

Next Story »

Nadadora da Feevale compete no XII Circuito Mercosul de Travessias

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo