GREMIO
  • Page Views 647

Decisão da Recopa fica para a Arena

A decisão será na Arena. Na noite desta quarta-feira, Independiente e Grêmio ficaram no 1 a 1 no Libertadores de América e disputarão o título da Recopa Sul-Americana na próxima semana, em Porto Alegre. Em um jogo com boas chances para os dois lados, Luan abriu o placar para o Tricolor – que viu o empate sair após cobrança de bola parada dos argentinos. Mesmo com um jogador a mais em três quartos da partida, a equipe não conseguiu converter as oportunidades que teve e agora terá a força da Arena para conquistar mais um título em cima do Rey de Copas.

O Grêmio começou com a iniciativa. Antes do primeiro minuto, Cícero arrancou pela esquerda e sofreu falta. E a equipe manteve sua postura característica no início da partida – marcando alto e trocando passes em busca do gol. Com menos de dez minutos, Luan e Cícero já haviam sofrido outras duas faltas que não foram assinaladas pela arbitragem. Foi do Independiente, porém, o primeiro lance de perigo. Aos 11 minutos, Domingo arriscou de fora da área e a bola passou à direita da meta defendida por Marcelo Grohe. A partir daí os argentinos dominaram as ações.

A primeira chance refletiu no ânimo do Independiente, e aos 16, após cobrança de escanteio, Benítez mandou a bola no travessão de Marcelo Grohe. Logo depois os donos da casa chegaram forte pela esquerda e Benítez, de novo, concluiu para a linha de fundo.

Mas o susto mesmo foi do Independiente. Aos 21 minutos a defesa vermelha foi trocar passes, enxergou Luan e deu um presente para o Rei da América, que invadiu a área pela esquerda e com a canhota tirou o goleiro Campaña para marcar 1 a 0 para o Grêmio. Psicologicamente abalado, o Independiente perdeu o controle. Logo após o gol, Gigliotti atingiu Kannemann com o cotovelo e recebeu cartão amarelo. Entretanto, após consultar o VAR o árbitro expulsou o centroavante argentino.

O Independiente buscou a reação ainda no primeiro tempo. O empate saiu após a marcação de falta não existente. Em cobrança pelo lado esquerdo, Cortêz desviou levemente e deixou Marcelo Grohe sem chances de reação. A primeira etapa acabou aos 48 minutos, 1 a 1.

Renato Portaluppi manteve a mesma formação para o início do segundo tempo. Mesmo com um a menos, o Independiente chegou forte e criou duas oportunidades antes dos cinco minutos, mantendo a bola no campo de defesa tricolor. Com seis minutos, o Independiente ficou reclamando de suposta falta não marcada e deu contra-ataque ao Grêmio. A equipe evoluiu em velocidade e Luan, cara a cara com Campaña, quase marcou seu segundo gol na partida. Foi o último lance com participação de Lima, que deu lugar a Alisson.

Com o passar do segundo tempo o Independiente foi sentindo o peso da inferioridade numérica, cedendo espaços ao Grêmio – que adiantou sua marcação e trocou mais passes. Com 17 minutos Alisson entrou pela direita e cruzou rasteiro para Everton, que não alcançou por poucos centímetros. Pouco depois, quando o cronômetro marcava 23, Cïcero teve outra chance. Após jogada pela direita, Geromel serviu Everton, que chutou de fora da área. No meio do caminho, o camisa 17 desviou para defesa de Campaña.

Depois dos 30 minutos o jogo arrefeceu, e a grande oportunidade foi de Maicon, que concluiu de fora da área depois de boa jogada individual de Luan pelo lado esquerdo. Em contrapartida, os ânimos do Independiente estiveram sempre altos. Em poucos minutos, Kannemann foi agredido duas vezes por Fernández.

Aos 39 Everton invadiu a área pela direita e concluiu para desvio da zaga. O árbitro não viu e deu apenas o tiro de meta para o time da casa. Com o jogo parado, Everton deu lugar ao estreante Maicosuel e Cícero saiu para a entrada de Jael. Enquanto isso, Ariel Holan manteve seu time na defesa e deu mais espaço ao Grêmio – que chegou com Alisson e Léo Moura aos 41 minutos.

Mantendo a tradição, o árbitro do jogo aplicou três minutos de acréscimo. Com mais perna que o Independiente, o Grêmio pressionou e conseguiu chegar com bolas paradas e jogadas construídas à frente da área, mas não conseguiu concluir com perigo ao gol de Campaña. O apito final decretou que a decisão será na Arena, às 21h45 da próxima quarta-feira.

O Grêmio começou o jogo com Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortêz; Jailson, Maicon, Cícero, Luan e Lima; Everton. No banco de reservas Renato tinha Paulo Victor, Bressan, Marcelo Oliveira, Michel, Maicosuel, Alisson e Jael.

 

Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Share This Article

Proprietária de clínica é suspeita de crime contra a saúde em Novo Hamburgo

Next Story »

AME de Novo Hamburgo oferece 165 vagas de trabalho

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo