02-02-15 _ Seminário
  • Page Views 602

Colaboradores do Futsal Social prontos para receber os alunos em 2016

Um dos principais projetos socioesportivos do município, o Futsal Social, desenvolvido pela União Jovem do Rincão (UJR), Universidade Feevale e Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, retoma as atividades com os seus 500 alunos no próximo dia 15 de fevereiro. Porém, antes do reinicio das aulas, a equipe multidisciplinar da iniciativa realizou na semana passada um seminário pedagógico.

O objetivo foi discutir as questões sociais e metodológicas do Projeto, e planejar as ações para o ano de 2016, o décimo segundo de atividades. Além da parte teórica e de discussão dos temas propostos, o seminário também teve momentos práticos, com a participação de atletas das categorias de base e alunos da escola de futsal.

Na abertura do seminário, que ocorreu no último dia 2, a palestra com Marilene Maia marcou o evento. A assistente social, professora do curso de Serviço Social da Unisinos e coordenadora do Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos, o ObservaSinos, programa do Instituto Hunanitas Unisinos (IHU) falou sobre “Futsal Social – os desafios e possibilidades para as trilhas e travessias em 2016’.

Para Marilene, o Projeto possui um histórico coletivo importante que faz a diferença na vida individual de cada um dos 500 meninos e meninas, dos 7 aos 16 anos, atendidos. Ao mesmo tempo, o Projeto também impacta a vida societária dos bairros e do município que está inserido, sendo um dos principais agentes de transformação social de toda comunidade hamburguense. “ As trilhas e travessias do Futsal Social articulam projetos individuais, coletivos e societários. Entende-se que ele é uma das dimensões da vida, que potencializa relações e processos, que também são econômicos, políticos, culturais, ambientais, religiosos. É por aí que passa a reconstrução da cidadania, que se constitui em dimensão fundamental dos processos de formação e de trabalho da UJR, com seus educadores, educandos, famílias e redes socioassistenciais”, destaca ela.

 

Crédito: Eduardo Bettio/UJR

Share This Article

Lei que cria programa de combate ao bullying começa a valer esta semana

Next Story »

Veja a classificação final das escolas de samba do Grupo Especial do Rio

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo