novohamburgo.org
 nossa cidade    assinar newsletter    quem somos    anuncie    contato
 webmail    crie seu email grátis    câmeras ao vivo    pesquisar  


texto: A -  A+



Especial Dia da Mulherarquivo


› Com a palavra a primeira-dama Íris Foscarini
28/02/2008 às 18:20

Com a palavra a primeira-dama Íris Foscarini

A primeira-dama fala um pouco de seu trabalho, de sua vida e um pouco de suas idéias sobre diversos assuntos


Neste dia 8 de março, no dia Internacional da Mulher, serão ouvidas pelo novohamburgo.org algumas das mulheres que fazem a diferença na sociedade de Novo Hamburgo. Cada uma delas com sua garra, estilo, determinação, seu enorme talento e generosidade tem colaborado para um mundo melhor.


Enfrentar desafios do cotidiano, criar os filhos, administrar empresas, compartilhar, doar-se ao próximo, criar e desenvolver a arte em todas as formas, são características marcantes em cada uma delas.


Nome:
Iris Schenkel Foscarini.

Profissão:
Funcionária Pública Municipal. De formação: publicitária.

Uma crença:
Que a Justiça Divina acontece e tem o seu próprio tempo.

Um aroma de infância:
O perfume da flor “narciso” que havia em uma casa ao lado da escola que freqüentei até os 10 anos. Hoje, sinto saudades do cheiro pelas boas lembranças que me faz recordar.

Emoção inesquecível:
O nascimento do nosso filho Daniel. Quem é mãe sabe exatamente a que me refiro.

Ser mulher é...
Ser companheira, intuitiva, alegre, guerreira, amiga de todas as horas e, no que diz respeito à vida a dois, tentar ser o ponto de equilíbrio, mesmo que abrindo mão de mim algumas vezes.

Um olhar:
De gratidão.

Sonho:
Vida digna para todos e, como qualquer mortal, conhecer lugares maravilhosos.

Medo:
Da violência, injustiça e corrupção.

Mania:
Não saber dizer não e tentar resolver assuntos que não são de minha competência, diria até que é um defeito meu.

Livro predileto:
Qualquer leitura nos faz viajar, li muitos livros espíritas, mas hoje estou numa fase em que me interessam livros sobre a essência humana. Um dos que me marcou foi Quando Nictzsche chorou, de Irvin D. Yalom.

Perfume:
Os da natureza, como jasmins, lírios e rosas. Dos envazados, prefiro Eternity e J adore.

Ser elegante é...
Estar em harmonia consigo.

Um mal necessário:
Se é necessário, não existe mal, mas se pudesse eliminar uma necessidade gerada pelo mal, acabaria com as grades e os muros.

Uma qualidade:
A fidelidade, em todos os níveis de relacionamento.

Objeto de desejo:
Conhecer a Grécia e a Turquia.

O que você considera essencial para a mulher fazer a diferença na atualidade:
Ser mulher em toda sua plenitude usando o dom da percepção, discernimento e comprometimento. Isso nos dá o ponto de equilíbrio. A mulher deve respeitar-se e esse respeito deve estar presente em sua maneira de agir, dessa forma pode estabelecer as relações que considerar ideais e possíveis. Acredito que somos diferentes dos homens para nos completar e não para provar que somos melhores ou piores.

Como você vê o papel da mulher no mercado de trabalho hoje:
Cada vez mais ascendente, ocupando funções importantes e decisivas para a sociedade. Embora enfrente ainda certo preconceito, a mulher conquistou seu espaço a ferro e fogo, por isso, deve ser ela mesma, reconhecer sua capacidade e investir no seu talento. Mostrar e acreditar que não é a competição com os homens que deve prevalecer, mas sim sua devida competência e aptidão. Deve buscar qualificação e melhorias para sua área de atuação assim como todo o profissional responsável e dinâmico.

Sua profissão é:
Tenho 29 anos como servidora da Prefeitura que é uma grande prestadora de serviços à comunidade. Ao longo deste tempo, tenho por objetivo atender e servir bem às pessoas, pois nosso desejo é que todo cidadão possa receber atendimento e auxílio da melhor forma possível e é dever do funcionário público lhe servir assim.

Qualidade de vida é:...
Saber encontrar prazer e alegria em pequenos momentos. É ter trabalho, oportunidades e tempo para usufruir com tranqüilidade os momentos com a família e amigos. É respeitar seus limites.

Queria ter aprendido antes:...
Tudo o que sei hoje, mas como tudo tem seu tempo...

Uma lembrança que jamais vai esquecer:
Essa é triste, mas me marcou muito. Foi em 2005, recém estávamos na primeira edição do programa Semeando Solidariedade, havia chovido muito e chegava a uma casa no bairro Santo Afonso. Percebi que as duas paredes externas eram feitas de panos e somente metade da casa tinha telhado. Dentro dela havia dois colchões velhos, molhados e encostados nas paredes. A visão da casa foi chocante, mas o que me cortou o coração mesmo foi um menino de 11 anos (HIV positivo) que estava sentado em um tijolo no centro da casa, se equilibrando e tentando fazer o tema da escola em meio àquela umidade e pobreza toda. Foi brutal!!!!. Me indignei por haver pessoas tão próximas a mim em condições como aquela. A miséria humana é a pior experiência que um indivíduo pode experimentar. Sei que há dezenas de outras famílias nas mesmas condições e por isso que nos esforçamos para minimizar situações como essas. No caso do garoto, ele está sendo atendido, conseguimos, com o esforço de muita gente e a ajuda da comunidade, melhorar a condição vida dessa família.

Quando penso no futuro imagino:
Minha família com saúde e feliz e Novo Hamburgo como um centro de oportunidades para todos, não apenas para alguns!

Um dia feliz:
Quando vencemos, pela segunda vez em menos de seis meses, a eleição de 2004.

Lugar ideal:
Aquele em que se está em boa companhia

Saia Justa:
Conversar com alguém que não recordo o nome ou de onde conheço.

Eu sou:
Alegre, determinada, fiel e cheia de objetivos.

Uma frase:
A simplicidade é a alma da vida.

Voltar



Novidades:

Sônia Regina empresária talentosa

Ana Conti: sua vida é a publicidade

Maristela Guasselli: a secretária de Educação

Quer ganhar um presente da Céu de Menta?

Fátima Daudt é arquiteta e empresária

Iara Dahmer é mãe e empresária

Dione Moraes: mãe e ambientalista moderna

Carmen Gerhardt preside a Liga Feminina

Alessandra Becker: paixão pela natação

Maria Elena Schwan: sempre espontânea e original

Ana Maribel Pacheco é uma hamburguense de coração

Rafaela Zanella é a Miss Brasil 2006

Maria Silésia Pereira: uma advogada incansável

Erenita Martinez: uma empresária ocupadíssima

Denise Sperb: sempre elegante

Algumas idéias da empresária Ângela Machado

Débora Trierweiler: bioquímica e farmacêutica

Com a palavra a primeira-dama Íris Foscarini



pesquisar no arquivo

























2006-2009 © novohamburgo.org. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por origem comunicacao e assessoria.