Novelas contribuem para que tabu sobre homossexuais seja mantido

Na quinta-feira, dia 28, foi divulgado o resultado de uma pesquisa que comprova o motivo alegado pela Globo e o SBT ao vetarem cenas mais “quentes” entre casais homossexuais.

A emissora da novela Insensato Coração havia dito que a televisão é um veículo de massa que precisa contemplar todos os seus públicos, e que faz parte do papel da direção zelar para que isso aconteça. A justificativa do autor de Amor e Revolução segue a mesma linha: há uma preocupação com a audiência mais conservadora.

E agora os números comprovam o argumento de Tiago Santiago, do SBT: 55% dos brasileiros não aprova a união entre pessoas do mesmo sexo e nem adoção por casais gays. Homens, evangélicos, pessoas com mais de 50 anos, com menos escolaridade e de classes mais baixas são os mais intolerantes.

Assim, as emissoras contribuem para que o assunto continue sendo um tabu entre os brasileiros. Isso porque, sem o incentivo para discussão que uma novela proporciona, continuarão sem conversar sobre o assunto, vivendo em pequenas bolhas que muitas vezes não incluem no dia-a-dia o convívio com homossexuais da vida real. Expostos na TV, deixariam de ser do outro mundo.

Dá para ler mais sobre a pesquisa aqui:

Homens e evangélicos estão entre faixas com maior resistência às causas gays

Deixar uma Resposta

*